Skip links
About

Raiz de Portugal é um coração que cuida.que vibra.maior.casa.raiz.

Existe uma raiz que tem alma portuguesa e que brota de um lugar indecifrável, onde o som ressurge dos infinitos da Terra. Uma raiz que percorre todo um caminho real que a desperta para a humanidade, tal como ela é.

Esta raiz é um vínculo originador e ancestral. Que aprende a escutar o presente e se propõe em cuidar do futuro. E que ensina, ao longo do tempo, o que é realmente essencial e autêntico.

Ela cria ligações e laços que se moldam e interligam entre si, unindo pessoas, histórias e gerações que se entregam a um processo contínuo de abertura de consciência, de amor e de cura. 

É uma raiz aventureira, na forma como procura reconhecer e preservar a tradição. E neste caminho, ela contribui para a redefinição de uma trajectória de inovação e para a evolução da nossa casa, o planeta Terra.

Vivenciar é descobrir que tudo é uma passagem. Sentir é uma experiência que pede muita coragem, perseverança, auto-conhecimento e uma visão aberta sobre o que se define, em cada momento, como verdadeiro.

Assim, Raiz de Portugal é uma fonte inclusiva e original de um coração maior. Que é de todos e para todos. 

Ela exprime a universalidade do Espírito que nos anima e é uma grande Família, onde se torna possível reconhecermo-nos e identificarmo-nos para além das nossas diferenças de raça, de nação e de cultura.

Raiz de Portugal é um coração que cuida. É um coração maior que faz vibrar o nosso sangue, a nossa energia, o nosso vigor e a seiva da Vida.

Visão

Fundadora

Sara Rica

O meu caminho é a abertura e unificação do meu coração, através do amor e da nutrição de memórias e histórias da alma.  Sou comunicadora, música autodidacta, terapeuta de desenvolvimento humano e espiritual e fotógrafa.

Entrego-me diariamente a um estudo de desenvolvimento pessoal e acredito que, independentemente da área em que trabalhamos, todos precisamos de aprofundar a nossa condição humana e espiritual.

Para mim, um espaço seguro é aquele onde as emoções são bem-vindas, acolhidas e valorizadas. E é por isso que elas são os meus indicadores, a minha forma de leitura e também os meus sinais.

Fundadora

Sara Rica

O meu caminho é a abertura e unificação do meu coração, através do amor e da nutrição de memórias e histórias da alma.  Sou comunicadora, música autodidacta, terapeuta de desenvolvimento humano e espiritual e fotógrafa.

Entrego-me diariamente a um estudo de desenvolvimento pessoal e acredito que, independentemente da área em que trabalhamos, todos precisamos de aprofundar a nossa condição humana e espiritual.

Para mim, um espaço seguro é aquele onde as emoções são bem-vindas, acolhidas e valorizadas. E é por isso que elas são os meus indicadores, a minha forma de leitura e também os meus sinais.

No decorrer dos últimos anos, e tendo o estudo das ciências da comunicação e a música como base, trabalhei em várias áreas sociais distintas. E assim, fui percebendo que em todas elas é necessário e muito importante cuidar e nutrir uma visão humanizada sobre cada pessoa e situação.
Percorro um caminho de estudo e aprofundamento interior, que assenta na abertura do meu coração e consciência, tendo como base os Saberes Ancestrais, a Espiritualidade e professoras e professores, amigas e amigos que me inspiram e ensinam da sua fonte de sabedoria.

O estudo dos saberes ancestrais, em conexão com os elementos da Terra, a música, a cura pelo coração – Terapia Multidimensional, o contacto com as plantas medicinais e o Reiki são partes integrantes do meu trabalho, como terapeuta.
A escrita, a fotografia e o vídeo são complementos, através dos quais expresso a minha forma de olhar, escutar e recriar o mundo e o que me toca. As mesmas representam o fio condutor do meu caminho e apresentam-se com o propósito de nutrir a comunicação que cada um necessita de estabelecer consigo próprio e com o colectivo. São também elas que ajudam a devolver um sentir firme de empoderamento, amor próprio e liberdade interior a cada um.

Acredito que as várias formas de expressão artística enfatizam o apuramento dos sentidos e que, por isso, vão despertando lugares especiais dentro de cada um de nós. 

A música e a cura pelo som fazem parte da minha essência e do meu caminho e os cânticos são a ponte que ajudam a devolver presença, amor, união e liberdade. 

Faço por nutrir o meu espaço interno para que o mesmo reflicta, ao meu redor, a redescoberta de um lugar que se alinha com o que realmente importa. Onde podemos aprender a ser mais terra, mais humanos, mais espirituais e onde a verdade, o amor, o respeito pela dor, o sentir, a intuição e a beleza natural são os reais impulsionadores do nosso sangue. 

Tenho o desejo profundo de ajudar a nutrir o empoderamento de cada mulher e de cada homem, através de uma união saudável e que se empenhe em recuperar um olhar amoroso sobre cada coisa. Uma visão que se propõe em retratar os renascimentos constantes da verdade individual de cada um, em prol de um colectivo e de um propósito maior.
Acredito num lugar mais seguro e mais doce, onde a profundidade e a fluidez nos levam à verdadeira fonte do amor. Juntos, caminhando, ajudamos a reacender a verdadeira essência humana e a alma da Terra.

Raiz de Portugal é o projecto que acompanha o meu caminho interior e de evolução.  Caminhando com ele, desejo ir despertando as cores reais de um sonho meu e de um coração maior, que é de todos. Desejo resgatar a minha essência e que cada um se devolva a si mesmo, passando a aceitar-se na sua unicidade e a respeitar-se na sua condição física, emocional, mental e espiritual.

O despertar de uma nova consciência e a união é o meu mote. Emancipar o verdadeiro significado da existência, da força e da beleza natural e fazer crescer a sensibilidade, humanidade e auto estima do ser humano é o meu foco.

Sou o meu coração e o meu coração é a minha medicina. E reconhecendo que pertenço a um grupo de muitos que já viveram, que vivem e viverão pelo resignificado constante e profundo do propósito deste lugar no mundo, honro as minhas raízes portuguesas e sinto a importância de se emancipar a força e a alma deste território. 

Mais do que saber sobre Portugal, desejo senti-lo, sê-lo e vivê-lo com os pés bem firmes na terra e o meu coração ao alto.
Fazê-lo por mim, e por aqueles a quem ressoe, é o meu caminho.